Vidas portadoras de necessidades especiais importam

Portadoras de necessidades especiais
Portadoras de necessidades especiais

Hoje acordei, por alguma razão, pensando em um grupo de pessoas que não tenho visto muita coisa escrita sobre, na verdade quase nada depois de uma busca no Google: vidas portadoras de necessidades especiais.

Por muito tempos essas pessoas ficaram segregadas da sociedade em hospitais, clínicas, outras instituições e mesmo na família. Elas é que tinham de alguma forma se adaptar a nós “normais”. Depois de muita campanha de conscientização a situação melhorou um pouco, mas não o suficiente. Há ainda um longo caminho a percorrer.

Fiquei pensando nas famílias com essas pessoas em casa. Como deve ser a vida de todos? Não podendo sair para um passeio, não podendo levar essas crianças para as escolas, não podendo receber cuidadores(as) em casa para auxiliar no cuidado diário!

O que podemos fazer? Oferecer ajuda financeira? Apoio espiritual e emocional? Demonstrar solidariedade?

Quero lançar aqui um desafio: se na sua comunidade ou no seu círculo de amizade tem famílias com portadores de necessidades especiais mande um recado, dê um telefonema e pergunte: Posso ajudar em alguma coisa? A igreja pode ajudar vocês com alguma coisa mais urgente?

Vidas portadoras de necessidades especiais importam.
Antonio Carlos Barro

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*