Conheço as suas obras

Conheço as suas obras
bussola

“Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, não é frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca.”
‭‭Apocalipse‬ ‭3:15-16‬

Existe uma posição muito perigosa para nós, enquanto cristãos: a posição de estarmos mornos. Ela é perigosa pelo seguinte fato: se estamos mornos, ainda que estejamos exatamente no limite entre “quentes” e “frios”, estaremos pendendo para o lado de uma espiritualidade fria, porque é muito mais fácil ser levado para um esfriamento do que para um aquecimento em nosso relacionamento com Deus.

A mornidão também é perigosa porque ela tem a ver com uma certa zona de conforto. Se estamos mornos, ficamos naquela inconstância que vira um ciclo vicioso, relacionando-nos com Deus quando estamos nos sentindo bem para isso, mas sem conseguir colocar tudo diante dele e viver um verdadeiro e legítimo relacionamento. Quando não falamos com ele, achamos que está tudo bem, e quando falamos, também. Vivemos, simplesmente, na indiferença.

Sem dúvida alguma, Deus não nos chama para uma posição de mornidão. Na Bíblia, a presença de Deus é descrita como um fogo consumidor. Será mesmo que um Deus assim quer de nós um coração morno?
Ele está nos chamando para algo maior, para temperaturas infinitamente mais altas com ele. Ele quer nos consumir com esse fogo, fazer-nos uma chama acesa e viva. Ele quer um coração incendiado por ele, e queimando. Ele quer que alimentemos essa chama nele, diretamente na fonte, diariamente.

O nosso melhor deve ser dado ao Senhor. Não vale a pena viver numa superficialidade quando cremos em um Deus muito maior do que conseguimos compreender.

Deus quer nos incendiar com seu Santo Espírito, e precisamos clamar para que ele nos use como um combustível para esse fogo consumidor.

Você leu: Conheço as suas obras de autoria de Gabriel Rosa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*