Santificação: Ato ou processo?

Autor: Neirson Alves Ferreira

Introdução

As escrituras ensinam que o homem que serve a Deus, deve viver uma vida de santidade.
Hb. 12.14, 2Pd. 1.15,16. “Santo, Santo” (do grego “Hágios” – no Hebraico Kadosh) significam
nas duas línguas originais “separados, puro”, santo é aquele que foi separado por Deus e para
Deus; por isso mesmo o sentido moral e ético da palavra não pode ser esquecido. Santificar é
tornar santo.

I – PODE ALGUÉM SER “FILHO DE DEUS” E VIVER ESCRAVIZADO PELO PECADO?

1 – Há um ato divino básico: Jo.3.3 – I Pd. 1.2 e um processo em que Deus age e nós também
(I Ts. 4.1-7) como processo, a santificação se dá passo a passo, durante a nossa existência.

2 – A Bíblia diz: Que somos o templo do Espírito Santo (I Cor.6.19). Como o homem que é
nascido de novo, o templo do Espírito Santo, pode pecar? A Bíblia diz: “Qualquer que é
nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode
pecar, porque é nascido de Deus” I Jo.3.6,9.
a) A semente divina, pode significar a palavra regeneradora do evangelho, ou o Espírito de
Deus ou a nova natureza implantada por Ele.
b) Qualque que seja o sentido o fato é que com essa semente o poder dominante do pecado
é cancelado.
c) A tradução revista e atualizada… diz: “Não vive pecando” – “Não vive na prática do pecado”.
Porventura o Espírito Santo deixaria o crente por uns instantes, enquanto este comete
pecado…?

3 – Jesus sabia que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo? Claro que sabia! Então
porque Ele nos mandou vigiar? Mt.26.41; Mc. 14.38; Lc. 22.46. – Paulo faz a mesma
recomendação em Ef. 6.18; I Cor. 16.13; I Tes.5.6. O apóstolo Pedro confirma a mesma
admoestação I Pd. 5.8.

4 – Porque tantos textos nos chama a atenção nos recomendando a vigilância, se ao nascer
de novo o homem está isento de pecar? Porque vigiar se já alcançamos a perfeição quando
nascemos de novo? – Se Jesus recomendou, Paulo reafirmou e Pedro confirma a necessidade
de vigilância é porque estamos sujeitos a cair. Prov. 24.16; I Cor. 10.12; Sl 37.23,24. A
recomendação bíblica é porque estamos num corpo de carne. Lógico que o Espírito Santo que
em nós habita, não nos torna em um robô, não nos priva do livre arbítrio e não nos
despersonaliza.

5 – A Bíblia diz: “Não entristeçais o Espírito Santo…” Ef. 4.30 – “Não apagueis o Espírito”
(I Tes. 5.19).
a)Quando é que o nascido de novo, pode entristecer o Espírito Santo?
b) Quando o nascido de novo pode apagar o Espírito? Senão quando peca.
c) Em Hb. 4.15 – O nosso Sumo Sacerdote se compadece das nossas fraquezas.
d) I Jo. 1.8 “Quem diz que não tem pecado…” (Mentiroso e filho…)
e) A Bíblia nos chama a santificação, devemos viver uma vida que lhe agrada, mas João diz.
“SE”… temos advogado (Grego Parakletos) – chamado para o lado…
Lógico que o servo de Deus deve vigiar, orar, santificar para que o Espírito Santo esteja sempre
alegre e bem aceso no seu coração, mas nenhum crente se tornará em “papa”, infalível,
enquanto estiver na terra, senão as recomendações supra citadas, seriam inúteis e totalmente
desnecessárias para que já alcançou o alvo desejado. “Se o crente nascido de novo, não tem
a natureza pecaminosa Nele, não precisa vigiar…

II – O PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO

1 – “Começa simultaneamente com a conversão, ou novo nascimento. Conversão é uma nova
posição que alguém assume diante de Deus pela fé em Cristo. Antes dava as costas para
Deus; antes caminhava em direção contrária à Deus, agora vira-se e quer andar na direção
de Deus.
Com a conversão há mudanças muito grandes na personalidade. pecados grosseiros que até
o mundo condena e pune, já não podem existir na vida do cristão. “Aquele que furtava, não
furta mais…” (Ef. 4.28, I Cor. 6.10,11). A santificação começou.

2 – Prosegue durante toda a vida cristã, o coração do homem é mudado durante a conversão
(Ex. 36.26,27). Coração significa o intimo do homem. Seus pensamentos, sentimentos e sua
consciência. Assim a consciência, após a conversão se tornará sensível, antes era insensível.

3 – Neste processo, os pecados mais insistentes são de omissões (Tg. 4.27) a vida cristã não
é só deixar de fazer o mal, mas é fazer o bem… Por isso a vida de muitos cristãos tem-se
caracterizado por passividade e negligência.
(1) Hb. 12.14. Ordena que sigamos a paz e a santificação. O que é seguir? (Atrás, acompanhar
, marchar ou caminhar após…)
Em Fil. 3.13-16, Paulo afirma… “Eu sigo o que está diante de mim, aquilo que ainda não atingi
plenamente em sentido prático. (Dizer que Paulo não era nascido de novo é mentira… Ele diz:
“Fui conquistador por Cristo (12), Paulo desmascara um grupo de perfeccionista da igreja de
Filipos, desmentindo sua própria perfeição (12) e diz: “Prossigo para o alvo” (14)
(2) Pessoas já declaradas santificadas são depois exortadas a ser santas. I Pd. 1.2,15,16.
(eleitos, santificados… como é santo aquele que vos chamou, sede santos”.

“Se a santificação fosse erradicação completa do pecado em sua natureza”. Quanta
incoerência haveria nessa linguagem de Pedro!
Em vez de informar aos santificados que eles não tem mais tendência alguma para o pecado,
o apóstolo os exorta a serem santos!
(3) Ef. 4.11-14 – “Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas…” “Com vista
ao aperfeiçoamento (12). Até que cheguemos à unidade da fé…”
(4) Em Hb. 12.6; Ap. 3.19. “Diz que Deus corrige a todos quantos toma por filho…” (Será que
Deus o justo juiz de toda a terra, (Gn. 18.25) faria tamanha injustiça, castigar quem não
merece, quem não peca, é injusto)… você castigaria o filho porque é um filho obediente,
exemplar, bom aluno, bom filho…

III – CUIDADO COM OS FALSOS MESTRES

1 – Jesus nos preveniu reiteradas vezes: “Surgirão muitos falsos profetas…” Paulo em II Tm 4.3.
adverte… a) Não suportarão a sã doutrina. b) Terão comichão nos ouvidos… c) Amontoarão
para si doutores…
De onde surgem tantas religiões heréticas? “As testemunhas de Jeová”, onde baseiam suas
heresias? O espiritismo?
A Seicho-no-iê? Sobre o pecado dizem: “As doenças, os males e a morte, não existem; todas
essas coisas são ilusão da mente”.
Todas estas seitas tiraram suas doutrinas da Bíblia… 2Pd. 3.16 “Cuidado”.

2 – Paulo exorta “se alguém vir nos anunciar outro evangelho seja anátema…”
Gl. 1.8; At. 20.30,31.

3 – Pedro também exorta. II Pd. 2.17-18; I Pd. 5.8-9.

4 – Quem não peca, o Sangue de Jesus para eles não tem valor… por isso não clamam…
I Jo. 1.7; Hb. 10.29.

CONCLUSÃO

“Eles saíram do nosso meio porque…” I Jo. 1.18-19 – Mas você, meu irmão, permaneça firme
na vocação que fostes chamados. Hb. 10.25.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*