O pintor e o mendigo

Autor: Autor Desconhecido
Certo dia , ao atravessar uma rua, um artista encontrou um homem que lhe convinha para o quadro que pretendia pintar, um mendigo miserável e maltrapilho. Logo disse ao pobre mendigo que lhe pagaria bem, se ele comparecesse à sua sala de trabalho para lhe servir de modelo. O mendigo concordou e o dia foi marcado. Esse dia chegou, e o homem compareceu ao estúdio do pintor.
– O senhor combinou comigo – disse o mendigo ao pintor, quando este lhe abriu a porta.
O artista olhou para ele e disse:
– Mas eu não o conheço de parte nenhuma! Como é que pode ter combinado alguma coisa comigo?
– Sim – disse ele – eu combinei em vir hoje aqui a essa hora.
– Deve estar enganado. Deve tratar-se de algum outro artista. Eu estou à espera de um mendigo.
– Mas eu sou esse mendigo.
– Não pode ser.
– Mas sou ele mesmo.
– Que é que fez?
– Bem, eu pensei que devia me arrumar um pouco melhor antes de servir de modelo.
Replicou então o artista.
– Eu não o quero assim. Eu queria exatamente como estava. Agora o senhor já não serve para minha pintura.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*