Não fomos criados para sermos felizes!

Autor: Poliana Schröer

A felicidade é uma busca incessante de todas as pessoas desde o momento que tem compreensão de si mesmas. Em prol da felicidade, pessoas se casam e se separam, compram e vendem, trabalham e se divertem… essa também sempre foi a minha opinião até que escutei uma frase intrigante: “Deus não está preocupado com a sua felicidade, a preocupação d’Ele é formar em você o caráter de Cristo. A felicidade é uma conseqüência!”. O chão saiu debaixo dos meus pés! Isso aconteceu com você também?
O que acontece é que a felicidade nos dias de hoje está relacionada à satisfação, mas como não podemos satisfazer todos os nossos desejos, e alguns fogem completamente à nossa capacidade de realizar, constantemente nos sentimos infelizes… Me recordo do dia em que tentei me suicidar. Eu me sentia a pessoa mais infeliz do mundo, havia uma insatisfação tão grande dentro de mim, uma vontade de ter tantas coisas, de realizar tantas coisas e quanto mais lutava para ter o que desejava, mais insatisfeita e infeliz me sentia, quando algo dava errado então, socorro! Há pouco tempo uma reportagem na revista Veja me deixou chocada. Um pai havia assassinado a esposa e os filhos e então se suicidou porque não podia mais manter o padrão de vida alto a que estavam acostumados. O que leva um homem a decidir sobre a vida e a felicidade de outras pessoas e cometer tal atrocidade? A resposta mais coerente é: insatisfação! Expectativas de felicidade nas coisas erradas! O mesmo motivo pelo qual eu também havia tentado dar cabo da minha própria vida.
Avaliando o mundo moderno em que vivemos, podemos perceber que a cultuação do “eu” é algo gritante. Algumas seitas fabricam até calendários com dizeres diários: “Faça algo por você hoje”, “compre-se um presente” e coisas assim, incentivando as pessoas a buscarem a felicidade baseadas na satisfação própria. É uma grande armadilha de Satanás que usa valores mundanos para fazer as pessoas voltarem para si e afastarem-se de Deus. Jesus durante sua estada entre os homens disse: “ Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me” Lc 9:23.
É necessário fazer uma opção: viver conforme o mundo ou viver conforme a vontade de Deus! Em I João 2:15 lemos: “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”. Mas o que isso tem a ver com felicidade? Tudo! Os conceitos do mundo não são os mesmos conceitos de Deus. O conceito de felicidade para o mundo secular é justamente o que mais Deus condena: Ter, Ser e Poder, o que em I João 2:16 lemos por: cobiça da carne, cobiça dos olhos e soberba da vida. A sociedade “empurra” o cidadão para o consumismo, para a insatisfação. Você acaba de ser promovido e tem um padrão de vida melhor, daqui a pouco as coisas já estão mais modernas e mais caras e você vai querer outra promocão para obter outras coisas que logo ficarão ultrapassadas e assim por diante. Quer um conselho? Assista o filme “Inteligência Artificial”, preste atenção na luta do robosinho para conquistar o amor da “mãe” e o choque que leva ao descobrir que era fruto da insatisfação, do orgulho e da soberba humana.
Você pode estar se perguntando: mas que mal há em ter uma casa, um carro, um emprego bom e se sentir feliz por isso? O problema é que se alguém se sente feliz por ter essas coisas ou outras que considere mais importantes, a felicidade está fundamentada em coisas que terminam. O marido pode ir embora, a herança acaba, o carro é roubado a casa pega fogo, a empresa te demite e você entra em colapso nervoso… Talvez você diga: “No dia em que me casar serei muito feliz!”, eu sonhava muito com isso e gastava muito tempo com esse pensamento e pouco tempo com Deus. Até que um dia o Espírito Santo me perguntou: “Caso você se case e um tempo depois o seu marido sofra um acidente que o deixa paralítico e recaia sobre você a responsabilidade de cuidar dele, continuará a ser feliz?”. Foi então que percebi que não há no mundo coisas ou acontecimentos que possam me fazer feliz pois elas são transitórias e mutáveis mas Deus é intransitório e imutável.
Algumas denominações e alguns pastores pregam que se o cristão sofre, não se sente feliz ou não é próspero é porque está em pecado ou não tem fé. Pergunto à você, onde esta relatado na Bíblia que Deus nos criou para sermos felizes e não sofrer? O próprio Jesus aprendeu a obediência por aquilo que sofreu. Paulo, escreveu em Col. 1:24: “Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja;” e em II Tm 2:3: “Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus”. É impressão minha ou Paulo está escrevendo que o bom soldado aprende a sofrer? Então com que entendimento cantamos: soldado de Cristo eu sou? De onde vem a nova compreensão de que cristão não sofre? Não quero dizer com isso que nunca nos sentiremos felizes, leia novamente a frase no início do texto. A felicidade é a conseqüência de permitir que Deus trabalhe em nós o caráter de Cristo, o processo de formação do novo caráter é doloroso pois o “eu” está morrendo para que Cristo viva. Com o tempo o que era infelicidade passa a ser felicidade, abandonamos nossas vontades para fazer a vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável.
A verdadeira felicidade não se encontra em um sorriso ou em uma cena cômica, ela brota de um coração satisfeito em Deus, é alimentada pela sua Palavra e sua sede satisfeita nos rios de água viva: Jesus! O mundo nos chama para um viver egocêntrico e Deus nos chama para amá-lo de todo o nosso coração, de todo o nosso entendimento e com toda a nossa força (Mc 12:30) isso exclui o amor possessivo sobre coisas e pessoas e mantém um propósito – amar à Deus! Ele nos criou: “a fim de sermos para o louvor da sua glória, nós, os que de antemão esperamos em Cristo”(Ef 1:12). Então tudo o que ambicionamos, todas as nossas atividades e esforços devem ser em louvor e glória à Deus.
O salmista já havia compreendido isso, leia e circule esses versículos do Salmo 119: 14, 24, 36, 37, 71, 72, 82, 92, 127, 143, 165, 175. Leia também as bem aventuranças em Mt 5:1-12, quem é considerado feliz? Deus nos dá uma paz que o mundo não pode dar, mas também não pode tirar. O verdadeiro cristão se sente feliz ao estar fazendo a vontade de Deus que é negar a si mesmo a cada dia, deixar o eu morrer na cruz e permitir que Cristo viva nele!

1 Comentário

  1. Sou uma pessoa feliz independente das circunstâncias pois tenho consciência de que Deus está 100% comigo em qq situação,seja ela momento feliz ou um momento triste e de luta.Meu segredo de ser uma pessoa feliz está no fato de que minha felicidade não está em nada externo,está em mim.Meu esposo até brinca dizendo :”nossa amor,qq coisa te agrada,te faz feliz”
    Dia desses ele me chamou pra vermos um filme juntos que eu estava a tempos querendo ver mas ainda não estava disponível no Netflix ,então ele viu meu sorriso largo e me perguntou o que foi? E eu respondi que estava muito feliz pq queria ver mt esse filme.
    Fico feliz em ver flores ,pássaros,até imagens de campos na tela do computador.Hoje por exemplo,estou super feliz porque finalmente chegou a frente fria após dois meses de calor intenso aqui no Rio de janeiro.
    Não sei qt aos outros mas sei que a mim,Deus fez SIM pra ser feliz,pois essa alegria que sinto não pode ter outra fonte.
    As pessoas tem que parar de exigir tanto pra ser feliz.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*