Identificando Principados e Potestades

Autor: Éberton Márcio

A relação de choques de poderes nas regiões celestiais a acontecimentos da vida real é muito mais forte que podemos imaginar. Há entidades, agentes estritamente malévolos que seduzem, que manipulam pessoas, numa trama, numa maquinação cósmica violenta. Quanto ao seu aparecimento e manifestação são nos níveis mais variados possíveis.

Vejamos alguns exemplos: – Gênesis 3:1 => provocadores de inteligência, que estimulam a mente à desobediência, a astuta serpente; – Jó 1 e 2 => questionadores da integridade e da retidão de um homem, no caso Jó; – Zacarias 3:1-10 => Acusadores e juízes que agravam exageradamente a culpa opondo ao Sumo Sacerdote Josué; – I Reis 22:21-24 => Espíritos de mentira na boca de falsos profetas; – Jó 8:44 => Falsos crentes; – Oséias 4:12 => Espíritos de prostituição, luxúria e orgia de todo o tipo; – Jó 4:14-16 => Espíritos causadores de medo, de pânico, de pavor, presentes nos filmes de terror; Anjos das nações, que são deuses das nações com uma correspondência espiritual terrível. Exemplos: – Daniel 10:13 => Príncipe do reino da Pérsia; – Daniel 10:20 => Príncipe da Grécia, Rei da Babilônia e Rei de Tiro como personificação do próprio Lúcifer em Isaías 14 e Ezequiel 28. Ainda temos: – Mateus 4 => O tentador, na figura do próprio Satanás, torcendo a verdade em mentira pura; – Mateus 12:22, Marcos 17:27 => Espíritos de enfermidade; – Mateus 8:28-34 => Espíritos de violência e miséria. “Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o grande leão e a serpente” (Salmos 91:13) Irmãos, vamos pisar esses “miserentos”. 
 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*