Evangelismo – Curso em 10 Lições

quem pode evangelizar

Autor: Edson Dias

PARTE 1
O dever do pregador do Evangelho, e do pescador de almas não é pregar uma religião ( Tito  3:09; Col. 2:22-23; 2 Cor. 4:05), pois delas o mundo está cheio, e, no entanto, os que professam ter sua religião continuam no pecado, no vício, na miséria, etc.  Quando queremos eliminar uma árvore, não vamos cortar-lhes os galhos, pois com o tempo, tudo  nasce novamente. Para eliminá-la de uma vez por todas, precisamos arrancá-la da terra com toda a raiz. As religiões procuram cortar os galhos, ensinando conceitos humanos, filosofias. Porém, o evangelho de Jesus Cristo, quando aceito pelo pecador, tem o poder de arrancar do coração humano a árvore chamada pecado com toda a sua raiz. (Rom. 1:16; Lc. 10:30-35; Sl. 40:01; João 8:34.
O QUE SIGNIFICA PREGAR O EVANGELHO?
Pode significar:
a) Arrancar as almas que estão destinadas ao fogo da condenação do inferno. Judas v.23
b) Arrancar as almas da boca do leão(Satanás) Amós 3:12
c) Jogar o salva vidas divino para o naufrago no mar da perdição.
d) Despertar o que dorme no barco da descrença, prestes a cair no abismo da condenação. Ef. 5:14; 2
Tim.2:26
e) Mostrar a doença (pecado), mas apontar o remédio(Cristo). Num. 21:4-9.
f) Mostrar a nudez espiritual do pecador, mas indicar-lhes a roupa que veste a alma. Lc. 8:27-35.
g)Mostrar ao pecador que ele está morto em pecados(espiritualmente), mas pode receber a vida espiritual.  Ef. 2:1 e 5.
h) Mostrar que o homem está no caminho errado, e, indicar-lhe o caminho certo. Pv. 14:12; Jo 14:06
i) Cumprir com a ordem que Jesus Cristo, o filho de Deus, nos deu. Mt. 28:19; Mc. 16:15; Atos 1:08.
j) É levar pão no sentido literal e principalmente o espiritual aos milhares de famintos ao nosso redor.

PARTE 2

É NECESSÁRIO UM PREPARO PARA  EVANGELIZAR?
Analisemos uma razão importante, por que não presenciamos uma poderosa onda de testemunho eficiente. Nossos preparos e métodos de instrução são deploravelmente inadequados.
Você já ouviu dizer: “A única maneira de alguém aprender a conquistar almas é apanhar uma Bíblia, sair e começar a testificar?” Todos já ouvimos tal coisa. E já ouviu alguém dizer: “A única maneira de alguém tornar-se médico cirurgião é tomar de um bisturi e sair a dissecar os doentes?”Não? Pois bem, uma declaração contém tanta sabedoria quanto a outra.
O soldado aprende a combater recebendo toda sorte de preparo: instrução, observação, prática, condições simuladas, etc. Assim também os astronautas, os médicos, os pilotos, etc. Porque só não os conquistadores de almas?
Nossas escolas e nossas igrejas querem ensinar tudo pelo método de preleção. Isso serve para ensinar teologia ou qualquer das ciências práticas. O método de preleção nunca serve para preparar uma pessoa para a dura e árdua experiência da conquista de almas.
A igreja atual necessita de preparo, de cursos de evangelismo pessoal, etc. Devemos aprender muita coisa que edifique nossa vida e uma delas é o estudo do que se refere ao evangelismo. O evangelismo deve ser um assunto muito importante que deve ocupar o pensamento de cada cristão.
É necessário o preparo, para não ficarmos sempre com o desejo de ceifar onde não semeamos e ninguém mais tem semeado, porque pode resultar em “decisões precipitadas”, que não são conversões produzidas pela obra do Espirito Santo.
Métodos errados na evangelização, somente tenderão a aumentar o prejuízo e a oposição que o trabalhador do evangelho encontrará, se não preparar-se.
Infelizmente o evangelismo nas igrejas está marcado pelo insucesso, principalmente devido a falta de preparo. A evangelização envolve o máximo de nossa participação, iniciando com o preparo.
Ao preparar-se para a evangelização, é bom praticar a evangelização, porque é necessário amar ao próximo como a nós mesmos, desejar para ele o que desejamos para nós mesmos.
Há uma ideia de que a arte de ganhar almas é de Deus e que, portanto, não é necessário estudar o assunto. Porém, apesar de pertencer ao Senhor, Ele manda: “Esforça-te para te apresentar diante de Deus aprovado…(2 Tm. 2:15). Obs.: É com o pincel que o pintor tem destreza, é com o fuzil que o soldado é perito; mas é a palavra de Deus que o crente deve manejar bem. Com este objetivo é necessário estudar, meditar e gravar no coração a palavra de Deus, para manejarmos bem.
A maior prova que temos a natureza de Deus é que queremos ganhar almas para Ele, ainda que para tal tenhamos de colocar em risco a nossa própria vida. Leia Atos 20:23 e 24.
O trabalho de ganhar almas constitui numa dívida a pagar. Rom. 1:14 e 15; Mt. 10:08.

PARTE 3

CONSEQUÊNCIAS VIRÃO SE NEGLIGENCIARMOS O IDE
Sérias conseqüências poderão advir a vida do cristão quando ele negligenciar o ide de Jesus Cristo. (Mateus 28:19); 2 Cor. 5:18-20.
Sabemos que Deus amou o mundo (jo.3:16), e quer que homens de toda tribo, língua, povo e nação(Apoc.5:09) venham a arrepender-se (2 Ped. 3:09) e sejam salvas, e venham ao conhecimento da verdade.(I Tm.2:04).
Se a ordem de Jesus para o crente pregar o evangelho não for cumprida, Deus poderá permitir-lhe circunstâncias adversas.
Exemplos: Salmo 39:02 Com o silêncio fiquei como mudo; calava-me mesmo acerca do bem; mas a minha dor se agravou.
Os que não se interessam pelas almas perdidas, estão fadados a chegarem ã mesma situação do irmão do filho pródigo. Lc.15:25 e32.
Em Prov. 21:13 diz: O que tapa o seu ouvido ao clamor do pobre, também clamará e não será ouvido.
Tiago 4:17 declara que aquele, pois, que sabe fazer o bem e o não faz comete pecado.
Perseguições poderão vir quando deixamos de cumprir a ordem do Senhor para pregarmos. Ler Atos 8:04
A maioria de nossos problemas podem ser evitados se darmos ouvidos a voz de Deus, que está em toda a Bíblia sagrada e principalmente nos textos de: Mt.28:19; Mc. 16:15; Atos 1:08…………….
Atenção: Que alegria! Que satisfação! Que exultação é saber que alguém hoje é crente ou que já partiu para a glória, está salvo, porque nós o ganhamos para Cristo! I Ts.2:19-29; 2:7-11; Tt.1:04 e Filemon v. 10.
Em Ezequiel 3:16-19 Lemos que Deus requererá o sangue do ímpio de nossas mãos se não o avisarmos do perigo de caírem no fogo eterno, com a rejeição de aceitar a Jesus Cristo como seu salvador. O apostolo Paulo sentia-se livre do sangue do próximo, só quando ele lhe anunciava o evangelho.
At.20:26,27; 1 Cor.9:16.
Em 2 Reis 7:09 nos diz: …que algum mal iria sobrevir sobre o povo se eles ficassem calados a respeito das boas novas. V.09 Então disseram uns para os outros: não fazemos bem; este dia é dia de boas novas, e nos calamos; se esperarmos até a luz da manhã, algum mal nos sobrevirá; pelo que agora vamos e o anunciemos….

PARTE 4

QUEM NOS DÁ AUTORIZAÇÃO PARA EVANGELIZAR?
Com que direito nos dirigimos a uma pessoa de outra religião e lhe falamos acerca de nosso Deus? Se algumas pessoas desejam adorar a Satanás ou orar ao Sol ou aos ídolos, temos algum direito de incomodá-las? Há muitos ensinamentos bons na maioria das religiões? Por que, pois, cuidaríamos de mudar as crenças e os costumes das pessoas? Com que autoridade saímos a pregar o Evangelho?
O Grande Deus do universo, o único Deus verdadeiro, que fez o mundo e tudo quanto nele há, ordenou-nos levar sua palavra a todas as pessoas da terra. Jesus Cristo,  o filho de Deus, confiou esta tarefa à igreja. É na palavra de Deus que temos nossas ordens e autorização para falarmos do amor de Cristo aos perdidos. Jesus Cristo é a autoridade suprema no céu e na terra.
Deus ordenou que seres humanos preguem o Evangelho. Se os cristãos não pregá-lo, então não será pregado, e almas serão perdidas. E isto é verdade. A pregação do Evangelho está limitada a boa vontade que tenham os cristãos, de se levantarem e abrirem a sua boca, para que Ele (Jesus Cristo) fale através dos mesmos.
Atenção: Os pecadores que não aceitaram a Cristo ainda, em sua comunidade jamais serão visitados pelo Senhor Jesus, se você não for falar em Seu Nome.
Jesus Cristo visita e fala com a sua comunidade cada vez que você a visita. Por acaso você está retendo-o em sua casa? Você é egoísta? Você jamais permitiu que e Ele os ensinasse o caminho da salvação.
Mesmo retendo a Jesus Cristo, você apenas sabe acusar seus vizinhos de viverem no erro, enquanto você jamais deixou Jesus lhes falar à verdade sobre a salvação, através da sua vida e seus lábios. Já que nós sabemos que é Ele quem nos autoriza a evangelizar, então que aproveitemos todas as oportunidades de falar Dele

PARTE 5

QUEM É QUE PODE EVANGELIZAR?
Conforme alguns textos que citaremos, cremos que todos os crentes em geral estão aptos para evangelizar. Atos 8: 01-04; 11:19-21; I Ped.2:09; Jo.15:16; Sl.126:06.
Só os cristão estão equipados com recursos celestiais. 2 Cor. 10:04 e 05.
O salvo/cristão tem plena condição de evangelizar, pois está experimentando diariamente o efeito da salvação da sua alma no tríplice aspecto apresentado pela Bíblia.
a) Salvação no passado – isto é salvação da pena do pecado. Rm. 6:23
b) Salvação no presente – ou seja salvação do poder do pecado. Rm. 6:14
c) Salvação no futuro – a saber, salvação do corpo do pecado. 1 Cor. 15:52-54
Portanto, somente o crente pode afirmar com grande convicção quem ele era, quem ele é, e quem ele será. Somente uma pessoa dotada de tal certeza e esperança é que pode ganhar almas.
Temos  que nos conscientizar que somos o único povo no mundo que possui a verdade. A verdade que está em nós (o Evangelho e Jesus Cristo) 2 Jo.1:02.
Falar de Cristo a alguém é um sinal que somos salvos. Toda pessoa salva quer levar alguém a Cristo.
Exemplos abaixo:
– A mulher samaritana
– Zaqueu – Lc. 19:08 e 09
– André – Jo. 1:39-42
– Felipe – Jo. 1:43, 45-47
– O ex-endemoniado gadareno – Lc. 8:39
– O leproso – Mc. 1:44-45.
Antes éramos um pecador perdido (Rm.3:23) condição de todas pessoas que não aceitaram a Jesus como Senhor e Salvador.
Nós éramos candidatos a morte eterna (Jo.5:24), porém hoje, somos um pecador remido (Tt.2:14), libertado por Jesus (Jo.8:34), e no futuro estaremos eternamente na presença do Senhor (I Tes. 4:17), nos céus(Fil. 3:20) possuindo um corpo imortal e incorruptível (1 Cor. 15: 51-54).
Todos os crentes, sem exceção, receberam esta incumbência do Senhor. (1 Ped.2:09; Mt. 10:08; 20:01-06).
Ser testemunha de Cristo, é uma obrigação de todo salvo. (1 Ped. 1:12; 1 Tm. 2:04; Jo.15:19; Mt. 10:08; 1 Cor. 9:16; At. 26:22; 1:08; 1 Ped.3:15; Mc. 6:37; Jo. 6:35; 2 Tm.4:01-02; Mt. 21:28

PARTE 6

ONDE PODEMOS EVANGELIZAR
Jesus Cristo ensinou os discípulos a visitar as pessoas em seus lares e a fazer uso das ocasiões especiais para evangelizar.
O pescador deve ir onde estão os peixes; Jesus levou o Evangelho onde as pessoas estavam. Ensinou os discípulos a usar todo tipo de instalações que pudessem conseguir; um pátio, uma sala, as ruas, as praças, a praia, a ladeira de uma montanha, um lar, um barco emprestado, etc.
Temos em nossos dias, equipamentos e oportunidades para evangelização que não existiam quando Jesus andou na terra.
O estudo da Bíblia é um ministério muito importante na esfera da evangelização. Experiências em todo o país indicam que o povo de modo geral, é bem receptivo ao estudo da Bíblia. Numa pesquisa feita recentemente em São Paulo pela Igreja Batista, mostra que mais de 30% disseram que o meio mais usado por Deus na sua conversão foi a Escola Bíblica Dominical, através do estudo sistemático da Bíblia.
Existem muitas oportunidades de comunicar a Cristo na vida dos crentes que podem ser aproveitadas para influenciar pessoas que são “possibilidades evangelísticas”. Exemplos: Em aniversários de nascimento, ou de casamentos, feriados, formaturas, e muitas outras ocasiões podem ser aproveitadas para iniciar contatos significativos que resultarão na conversão de familiares, parentes, vizinhos, colegas, ou amigos.
Peça ao Senhor para que Ele prepare alguém para você convidar para um estudo da Bíblia em sua casa ou na casa do convidado.
Em tratando de dar uma mensagem em algum aniversário, você poderá preparar uma breve mensagem de cinco a oito minutos, destacando um aspecto do evangelho, e um testemunho breve do aniversariante, será o suficiente; então é só orar e aguardar os resultados. Nessas ocasiões de aniversários, após a mensagem e louvor, é normal as pessoas não crentes comentarem como é bonito esse trabalho. Esse comentário deve ser visto como uma porta aberta e oportunidade; pergunte: quer que façamos isso no seu aniversário.
É claro que se deve aproveitar as oportunidades com os não crentes ligados com a igreja por estarem assistindo aos cultos ou por terem familiares crentes.
Muitas vezes pessoas doentes pedem oração da igreja, crente ou não. Eis aí  a oportunidade para levarmos a palavra da salvação. As vezes, estão até em esto grave; um culto de ação de graças pode ser muito marcante para própria pessoa e também para seus familiares e outros conhecidos que acompanharam a experiência do(a) enfermo(a).
Não há lugar difícil para proclamar o Evangelho; difícil é encontrar os proclamador.

PARTE 7

QUALIFICAÇÃO IMPORTANTE PARA QUEM DESEJA EVANGELIZAR
Receber o batismo no Espírito Santo e consequentemente ser cheio Dele. (Ef.5:18) O cristão cheio do Espírito tem um coração repleto de comunicabilidade. Quando você recebe o batismo no Espírito Santo; sabe o que pode acontecer? Leiamos o relato de Atos 2:4 e 11, que diz: v.04 Todos ficaram cheios do Espírito, e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. Já o v.11 nos diz: tanto judeus como prosélitos, cretenses e arábios; como os ouvimos falar em nossas próprias línguas, as grandezas de Deus. Também os seguintes textos: At. 2:14; 4:13; 4:20, 31 e 33.
Somente o Espírito Santo capacita o crente para tarefa de ganhar almas e comunicar o Evangelho.
Somente Ele pode:
Convencer o homem do pecado. Jo.16:8-11
Revelar a verdade à mente e ao coração. João 16:13.
Revelar Cristo ao coração. Jo. 16:14
Regenerar o pecador. Tt. 3:05-07.
Operar o novo nascimento. Jo. 3:05-08.
Testificar  da salvação. I Jo.3:24; 5:8-11.

PARTE 8

O ESPÍRITO SANTO PREPARA O CRENTE
Guiando-o em toda verdade. Jo. 16:13
Ensinando-o o que falar. Lc. 12:12
Lembrando-o da palavra. Jo. 12:26
Ajudando-o nas fraquezas. Rm. 8:26; 2 Cor.3:5 e 6.
Ajudando-o a orar como convém. Rm.8:26; Ef.6:18
Dando-lhe autoridade para falar. At. 4:33
Capacitando-o a falar com convicção. At. 2:37
Orientando-o a aproveitarem todas oportunidades; como Ele fez com os apóstolos. At. 2:14.
Orientando-o a usarem os dons espirituais (  1 Cor.12:1-11), como Ele ensinou os apóstolos. Exemplo: Junto a porta Formosa do Templo estava mendigando um homem paralítico, como era seu costume; o Espírito Santo orientou os apóstolos a falarem com o paralítico, e no mesmo instante sentiram a direção de, em nome de Jesus Cristo, ordenar ao paralítico que se levantasse. At.3:3-6.

PARTE 9

VERDADES SOBRE A OPERAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO  NA EVANGELIZAÇÃO
Seremos como os crentes da igreja primitiva quando pudermos ver cada cristão fazendo da evangelização um estilo de vida, enquanto aproveita todas as oportunidades criadas pelo Espírito Santo para um testemunho eficaz.
Evangelizando no poder do Espírito Santo; um ministro que prega sem o poder do Espírito Santo, decorrente do batismo no espírito Santo, é como um deserto seco que precisa ser regado, no qual quase nada pode produzir, em razão da sequidão.
Se alguém, seja líder ou simplesmente membro, que não busca poder, porque certamente tem um preço a pagar; por isso não alcançará o segredo de uma vida vitoriosa na conquista de almas para Cristo, jamais possuirá um ministério abundante, rico e abençoado.
O evangelismo é a agencia  do Espírito Santo na experiência pessoal de conversão e na propagação da mensagem do Evangelho.
Dos muitos que receberam o Evangelho proclamado por Pedro, em Jerusalém, no dia de pentecostes, nenhum foi convertido pela eloquência do apóstolo, tampouco pelo exercício de sua   própria vontade não regenerada. Todo     aquele que recebeu a palavra fê-lo pela operação dentro de si mesmo da graça irresistível do Espírito Santo.
Se a obra de  evangelização não vier por força do Espírito Santo, será como metal que soa e voltará todo esforço vazio e infrutífero. Ninguém humano converte alguém; ninguém tem palavra capaz de comunicar a mensagem do Evangelho de maneira a ser penetrante no coração incrédulo. Isso vem pelo Espírito Santo.
Não existe evangelismo eficaz  que não seja um evangelismo com base no poder indispensável do Espírito Santo. Em nossos dias é o Espírito Santo quem comanda todo processo anunciatório  do Evangelho.
A matéria da evangelização não se originou da cultura; ela provem do Espírito de Deus. Seria em vão pregar o Evangelho sem que o Espírito Santo esteja para operar o milagre.
Que possamos aprender que é o Espírito Santo quem capacita, unge e dirige a quem e quando falar. Na dependência do Espírito Santo o ganhador de almas falará na hora certa, no lugar certo, para pessoa certa, com a mensagem certa, e o que é mais importante, com o resultado certo.
Se você quiser conquistar uma alma para Cristo, terá de pôr em ação sua vida cristã inteira; a palavra, a oração, a dependência do Espírito Santo, e todos os frutos da maturidade em Cristo.

PARTE 10

RESPECTIVAS RESPONSABILIDADES NA EVANGELIZAÇÃO
Ao aceitar o plano de Deus, de evangelização, aceitamos certas responsabilidades e relações com outros.
Na evangelização vemo-nos envolvidos:
a) Com Deus
b) Com a Igreja
c) Com os perdidos
d) Com Satanás

A) Em relação a Deus
Na evangelização somos sócios de Deus em sua obra de salvar os perdidos. Ele dirige todo o plano e escolhe pessoas diferentes para diferentes responsabilidades dentro desse plano.
Há seis indicações fundamentais que deduzimos dos mandamentos de Cristo.  Em parte se destinam a Igreja em geral, e em parte apontam as responsabilidades individuais de cada cristão. Peça ao Senhor que lhe mostre qual a sua responsabilidades em cada mandado.
01) João 15:04 e 05; Mt. 5:13-16
02) Mateus 9:35-38;  Lc. 10:01 e 02; Jo. 4:35
03) Atos 1:08; Lc.24:47-49
04) Mc. 16:15-18.
Em Mc. 16:15-18 nos diz da seguinte forma: Vá a todas as partes e pregue o Evangelho a todos, crendo que Deus atuará poderosamente para mostrar ao povo que sua palavra é verdadeira.
05) Mt.28:19-20. Diz: Vá na companhia de Cristo.
06) Jo. 20: 21 e 22.
Cada membro do corpo de Cristo, cada cristão, tem sua parte a desempenhar na evangelização. A grande comissão exige participação total para que haja evangelização total.
A final de contas foi Deus quem:
Nos de a vida eterna;
Nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo; Ef.2:06.;
Escreveu o nosso nome no livro da vida;
Nos de uma coroa. Apoc. 3:11;
Nos livrou de irmos para o inferno e livra-nos;
Abençoou a nossa vida material;
Coloca os anjos Dele para nos guardar, antes ao invés de anjos, tínhamos é demônios;
Pagou o preço da salvação, com o próprio sangue de seu filho Jesus Cristo.
Mandou pregarmos, e tendo Ele mandado, não discutimos ordens de Deus.
Comprometer-se com Deus é muito mais do que aceitar a missão que Ele nos dá. É entregar-lhe nosso tempo, nossos talentos; é colocar nossa vida, toda sob seu controle. Ele, pôr sua vez nos proporciona o poder de que necessitamos para executar suas ordens.
Recebemos sua mensagem para todas as ocasiões, e sua ajuda para cada necessidade, quando, mediante o estudo da sua palavra nos comunicamos com Ele em oração.

B) Em relação a Igreja
Estamos comprometidos com a totalidade da Igreja de Jesus Cristo nesta grande obra de evangelização. Jesus veio a terra para buscar e salvar os perdidos, e voltou ao céu para dali dirigir as atividades da igreja, Seu Corpo. Vemos, pois, que os três membros da Trindade (Pai – Filho e Espírito Santo) operam através da igreja, coordenando seus esforços para levar o Evangelho ao mundo inteiro.
A evangelização é ao mesmo tempo uma obra conjunta (toda igreja participando) e uma responsabilidade individual. A mão não pode fazer nada pôr si só. Precisa da cooperação dos músculos e nervos do braço. Nossa capacidade de trabalhar em harmonia e cooperação com os outros cristãos determinará, de, certo modo, a quantidade e a qualidade da obra que Deus poderá levar a cabo pôr nosso meio, na evangelização.
Cada membro do corpo de Cristo, cada cristão, tem sua parte a desempenhar na evangelização. A grande comissão exige participação total para que haja evangelização total. Todos os cristão podem cooperar orando a favor de todos e fazendo o que podem pôr Cristo Jesus, onde se encontram.
Enfim, os salvos encontram-se na igreja, então temos que levar o Evangelho , para que, as pessoas, aceitem a Jesus Cristo e venham participar da adoração a Deus, na Igreja. Igreja só é igreja quando evangeliza.

C) Em relação aos perdidos
A evangelização leva-nos a relacionar-nos com pessoas que não conhecem a Deus. Ele nos deu o pão da vida(Jesus Cristo)para que o repartamos com os que tem fome. Temos o anuncio de perdão para os que se acham no cárcere do pecado. Devemos orientar os perdidos, mostrando-lhes o mapa que Deus nos dá na Bíblia, e conduzi-los a Jesus, que é o Caminho, a Verdade e a Vida.

D) Em relação a Satanás
Não nos agrada a ideia de topar com Satanás na evangelização.
Os técnicos que manejam os aparelhos de raio-x recebem instruções sobre como proteger-se contra a exposição excessiva à radiação. Parte do adestramento de todo operário é aprender quais são os perigos inerentes a tarefa e como proteger-se contra eles.
Na evangelização  trabalhamos a fim de pormos em liberdade os prisioneiros de Satanás. Sozinhos eles não podem libertar-se, nem tampouco podemos nós liberta-los, porém somos enviados a dizer-lhes como Jesus os libertará. Desse modo entramos em conflito direto com Satanás. Saiba que, Satanás lhe dará combate quando você trabalhar na evangelização.
Ele procura criar-lhe obstáculos de toda forma possível. Satanás utiliza muitas armas contra nós em seu intento de afastar-nos da obra de Deus. Pode usar a perseguição , a crítica, a dúvida, a confusão , as tentações, e  “até incompreensão entre irmão.
Em primeiro lugar, quanto melhor compreendermos que batalhamos contra Satanás, e não contra as pessoas que nos fazem oposição, tanto mais fácil nos será conseguir a vitória.
Em segundo lugar , não há porque atemorizar-nos diante dos perigos da tarefa. Deus mesmo nos acompanhará. Ele nos conduz à batalha, dando-nos a armadura protetora e as armas com as quais poderemos defender-nos, e derrotar o diabo e pôr em liberdade os cativos.
Na evangelização somos cooperadores de Deus, dependemos de sua graça e poder quando apresentamos a Cristo e lutamos contra Satanás pela salvação das almas. Vá em nome de Jesus Cristo e apodere-se  da vitória sobre Satanás na conquista das almas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*