Evan Roberts

Autor: Autor Desconhecido




No final do século XIX, Deus deu uma visão de um avivamento espiritual para o País de Galês, à um jovem mineiro de carvão, chamado Evan Roberts.

Após sentir Jesus falando em seu coração para que clamasse por avivamento, Roberts se colocou em oração para que Deus mudasse a condição espiritual de seus familiares, amigos e da sua nação. Evan começou orando, com tal propósito, aos 14 anos de idade, e seguiu nesta perseverante vida de jejum e oração por quase doze anos, até que em 1904, Deus respondeu suas súplicas.

Evan nasceu em um lar de família humilde e não teve grandes condições de estudos. Não tinha grandes capacidades intelectuais ou um discurso muito eloqüente, embora conhecesse muito bem as Escrituras. Seu desejo ardente de servir ao Senhor superava todas as dificuldades e, pelo Espírito Santo de Deus, suas deficiências eram supridas com a graça e a unção derramados pelo poder de Deus na vida do jovem.

Enquanto a maioria dos jovens preocupava-se em divertir-se ou estavam envolvidos numa vida de pecados, Roberts assistia fielmente todos os cultos de sua igreja e participava de todas as reuniões de oração. Relatos de amigos diziam que ele orava dia e noite, sem cessar. Entre uma pausa e outra de suas atividades diárias como estudos e trabalho, Evan aproveitava os momentos de intervalo para ter comunhão com Jesus, em orações e súplicas. Roberts certa vez, escreveu "por dez ou doze anos eu orei por avivamento. Eu chegava a passar noites lendo a Bíblia e orando para que Deus mudasse a condição espiritual de meu país".

Quando em 1904, Jesus cumpriu seus planos de mudar a vida espiritual da nação, atendendo as orações de Roberts, todo o país começou pouco a pouco ser impacto pela presença do Espírito Santo, que fluía através da vida deste jovem. Deus levantou o jovem, como um pregador, para que este conduzisse a população de varias cidades a uma vida de oração, jejum e comunhão com Deus. Milhares de pessoas passaram a ler Bíblia com freqüência, outras milhares iniciaram uma vida de oração constante, outras simplesmente ajoelhavam-se nas igrejas gritando e clamando pelo perdão de Deus, confessando seus pecados.

Durante muitas reuniões, o jovem pregador não conseguia nem anunciar seu sermão, pois a presença do Espírito Santo tornava-se tão forte que as pessoas começavam a chorar incessantemente e passavam a adorar o Rei dos Reis com louvores e palavras de gratidão pela nova vida que recebiam em Cristo Jesus. Relatos dizem que estes momentos de adoração duravam horas a fio e a única coisa que Evan Roberts fazia era deixar o Espírito Santo de Deus conduzir a reunião.

O avivamento Galês foi uma invasão poderosa da presença de Deus sobre um país inteiro. Como se o Reino do Deus estivesse se manifestando na terra. As casas de prostituição fecharam todas, os salões de jogos, a venda de bebidas alcoólicas… tudo o que era pecado e conduzia a população para uma vida longe de Deus foi, pouco a pouco, falindo. As famílias foram restauradas, lares firmados sobre uma vida santa e consagrada a Deus. Até mesmo teatros e a liga de futebol do país foram esquecidos, pois as pessoas não demonstravam mais interesse em tais coisas, uma vez que queriam apenas buscar o Senhor Deus. Cidades interias tiveram uma vida nova em Cristo Jesus e não apenas uma ou outra pessoa isoladamente.

Este impacto alcançou não apenas as pessoas pobres ou humildes da nação. Os líderes políticos do parlamento inglês participavam constantemente das reuniões de avivamento. Caíram também todas as barreiras denominacionais, de forma que os líderes, pastores e todos os crentes preocupavam-se apenas em adorar seu Senhor e Rei Jesus Cristo, juntos, em união, como uma verdadeira e grande família.

Uma das características mais marcantes deste avivamento era a confissão de pecados. Freqüentemente as pessoas confessavam seus pecados, prostradas diante do Senhor, mas também confessam seus erros aos irmãos, não deixando que nada viesse a separar a comunhão entre eles. Era como se todos fossem quebrantados pelo amor de Deus e agiam com sinceridade de coração.

Durante todo esse período, que durou aproximadamente 5 anos, Evan Roberts forçou constantemente as pessoas a tratarem de forma sincera com o pecado, confessando seus erros e não vivendo com iniqüidades escondidas em suas mentes e corações.

Roberts foi um instrumento de Deus para trazer bênçãos a todo um país. Ele se preocupava com as vidas, pedindo que Deus salvasse os perdidos e mudasse o coração das pessoas, tornando-se assim um grande intercessor. Roberts não chegou a tornar-se um destaque como pregador, mas parece ter sido mais um exemplo de como servir a Deus em obediência a sua vontade. Durante suas reuniões, as pregações não eram o ponto mais marcante, mas sim sua sensibilidade em ouvir a voz do Senhor Jesus e sujeitar todo o culto ao Santo Espírito de Deus. Muitos relatos da época afirmam que por onde quer que ele tenha passado "os corações foram ajustados a vontade de Deus e aquecidos pelo Seu grande amor pelas vidas!"

www.gospelonline.com.br ( fórum cristão)


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*