Deus nos chama para um compromisso sério com ele.

Deus nos chama para um compromisso sério com ele.
Deus nos chama para um compromisso sério com ele.

Deus nos chama para um compromisso sério com ele.

“Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará.”

Mateus 16:24-25

Nossa tendência é sempre escolher o local mais confortável possível. A zona de conforto, contudo, é um lugar perigoso na nossa caminhada com Jesus. É muito fácil viver apenas esperando as bênçãos e os milagres de Deus. É fácil falar com ele dia sim, dia não. É extremamente cômoda a posição de filho que sempre só quer receber, que tem um amor por Deus baseado nas atitudes dele, no receber ou no não receber a benção, e não baseado naquilo que ele É. “Se estou abençoado, estou bem com Deus. Se as coisas não vão bem, eu me revolto”.

Certamente, não é para uma fé passiva que Deus está nos chamando, mas sim para uma fé ATIVA. O “tomar diariamente a sua cruz” quer dizer ter um compromisso diário com Cristo, ter uma fé exercitada e ativa, depender de Cristo para fazer absolutamente tudo. É claro que queremos bênçãos, e Deus se alegra muito em nos abençoar, em ver que nos alegramos no que ele faz, mas o relacionamento com ele não é e não pode ser só isso.

Existem lutas, existem provações, existem vales, desertos e tempestades gigantescas pelas quais passamos. Contudo, a grande diferença entre uma fé ativa e uma fé passiva é que a primeira cresce e se fortalece com as dificuldades, e a segunda se enfraquece.

Deus está nos chamando para ir mais fundo, para ir além. Ele não nos criou para a inércia, nem para a passividade, mas sim para a ATIVIDADE, intensa, diária, comprometida com ele. O “tomar a sua cruz” diariamente não algo que deve ser mudado de contexto para “só quando eu estiver bem”. Deus está aqui todos os dias, e ele quer que o busquemos todos os dias, não como um peso, mas sim como a nossa maior dependência.

Às vezes, tudo o que Deus espera de nós é um passo de fé na direção dele. Ele está nos chamando para irmos além do que conseguimos entender.

Gabriel Ribeiro Rosa
Estudante de Medicina

Visite o site de sermões: www.sermao.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*