Como fazer o trabalho missionário

Autor: George Alberto Canêlhas
“… mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” (Atos 1.8)

Nosso Senhor Jesus, antes de sua ascensão, deixou definitivamente claro este assunto ao nos ensinar que:

1) O trabalho missionário tem que ser feito pelo poder do Espírito Santo. Os apóstolos receberiam poder ao descer sobre eles o Espírito Santo e então eles estariam aptos para proclamar o evangelho de Jesus a todas as nações.

2) O trabalho missionário se resume em sermos testemunhas de Jesus. A obra educacional e social tem o seu valor e deve ser feita com zelo e cuidado, mas se não entendermos que a proclamação do evangelho é levar pessoas a reconhecer o Senhorio de Jesus e entregar sua vida a Ele é a tarefa básica das missões, estaremos falhando redondamente.

3) O trabalho missionário é concomitante. Jesus disse que os discípulos seriam suas testemunhas “… tanto em … como em … e … e até …” . Isto indica que enquanto o evangelho estivesse sendo anunciado em um lugar ele também deveria estar sendo anunciado em outro. Os apóstolos não deveriam esperar que o evangelho alcançasse plenamente uma região para então pensar em outra. É interessante, entretanto, observar, que a igreja primitiva não seguiu a orientação de Jesus com facilidade e foi preciso, conforme o relato de Atos 8.1-4, que viesse a perseguição para que eles fossem dispersos e anunciassem o evangelho em outros lugares.

Em termos da Igreja Local nossa Jerusalém é nosso bairro, Judéia é a cidade onde estamos, Samaria é o Brasil e “os confins da terra” é o mundo. Você tem participado deste esforço? Se tem, louvado seja Deus, se não, você pode começar a fazê-lo ainda hoje!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*