A undécima hora

Autor: Oliveira de Araújo




A Igreja de Cristo está vivendo a sua undécima hora. As oportunidades para a evangelização revelam urgência na execução da suprema tarefa. A seara branca para a ceifa, com frutos que se perdem, e o grande número de obreiros envolvidos em outros afazeres, enquanto as pedras clamam, indicam distorções nos propósitos missionários da  Igreja do Senhor. Algo está errado em nossa estrutura de trabalho. A Igreja existe para adorar ao Senhor e fazê-lo conhecido de todos os homens. Ela existe para sacudir o mundo com a verdade do evangelho e com o evangelho da verdade.
Infelizmente, milhares de salvos, inclusive muitos em nossa Igreja, foram ensinados a receber, enquanto milhões de perdidos aguardam a mensagem salvadora. São crentes que desejam sermões bem estudados, bons cultos, ótimo programa de educação religiosa, excelente música, visitas pastorais, amor e perdão para seus constantes fracassos, conforto e comodidade nos templos. Desejam tudo, mas pouco oferecem em termos de vida e testemunho. Estão sempre querendo mais, enquanto milhões de vidas são levadas ao abismo por não terem ouvido de Cristo.
Há muitos crentes sem visão missionária. Que não choram a sua Jerusalém perdida, que muitas vezes pode ser a sua própria família. Estão esquecidos de que o campo missionário começa junto ao portão do seu próprio lar.
Crentes que nunca passaram por Samária e jamais pararam junto ao poço do vizinho para oferecer a água viva.
Crentes que são levados por um cristianismo domingueiro, sem vitalidade espiritual.
Crentes que não se comovem diante de uma Atenas entregue à idolatria. Que, em vez de invadirem os mercados e praças com a mensagem de Cristo, deixam-se invadir pela corrupção das novelas e dos filmes violentos.
Crentes que jamais sentiram o desejo de passar por Roma e chegar à Espanha, com a mensagem da cruz (Rm 15.28).
Há muitas igrejas míopes que não levantam os olhos para ver o mundo perdido e sentir o drama dos campos brancos, marcados pela violência do pecado, prontos para a ceifa.
A seara madura está aguardando crentes corajosos e dispostos a pagar o preço de um cristianismo vivo, atuante e transformador. Você está pronto a ser um desses guerreiros?

www.sermao.com.br para outros temas missionários


Compartilhe a BênçãoShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page

Contribua com sua opinião