A formação do ministério de louvor

Nós sabemos que os levitas eram membros de uma tribo – de Levi – que foram separados por Deus para servirem no tabernáculo. Os levitas na divisão das terras conquistadas de Canaã não ficaram com nenhuma porção, pois dedicariam-se ao serviço do Senhor e seriam sustentados pelos dízimos e ofertas.

É comum supormos que os levitas sempre tiveram a função de ministrar louvores a Deus, mas na realidade o ministério de música foi instituído somente por Davi, logo após ter subido ao trono como rei de Israel. Os levitas é claro que cantavam e tocavam, mas não havia um ministério de música definido.

O texto de 1 Crônicas 6.31-48, o qual narra que Davi, logo que a arca foi colocada no tabernáculo, constituiu um certo número de levitas, das descendências de Asafe, Hemã e Jedútun, sobre o serviço de canto da casa do Senhor, os quais ministrariam com cântico diante do tabernáculo da tenda da revelação, até que Salomão erguesse o templo em Jerusalém. Diz também a Bíblia que esse foi o dia em que pela primeira vez, Davi definiu que os louvores fossem dados através do ministério dos levitas escolhidos (1 Crônicas 16.7), ordenados, encarregados por ele, e que a tarefa desses levitas era de ministrar continuamente perante a arca (1 Crônicas 16.37) e isentos de outros serviços (1 Crônicas 9.33).

Mas esses levitas não foram ordenados porque eram simpáticos ou bonzinhos, mas porque conheciam a música, eram entendidos (1 Crônicas 16.22), “instruídos em cantar ao Senhor, todos eles mestres” (1 Crônicas 25.7). Mais tarde, quando Salomão levou a arca para o templo, logo após a sua construção, os levitas ministraram o louvor no primeiro holocausto oferecido a Deus naquele lugar (2 Crônicas 5.12.14), o qual a glória do Senhor encheu completamente de forma maravilhosa

No tempo de Neemias, quando Ciro liberou os judeus para voltarem para Judá e para Jerusalém e edificarem o templo que havia sido destruído, lá estavam os levitas, filhos de Asafe, os cantores (Esdras 2.41), contados entre os que compuseram a primeira leva dos que voltaram. E durante a obra de reconstrução dos alicerces do templo, lá estavam os filhos de Asafe, louvando, segundo a ordem dada por Davi (Esdras 3.10).

É importante lembrar que Davi também era músico e sabia exatamente quem poderia separar para tal ministério.

Podemos então concluir que ter um ministério de música na igreja é algo que está perfeitamente pautado na Bíblia Sagrada, mas resta-nos questionar se o ministério que temos em nossas igrejas está em conformidade com aquele instituído por Davi.

Vamos então fazer um exercício para pensar nos requisitos básicos que todo levita deve ter para que o ministério de música esteja em conformidade com o modelo da Bíblia.

Chamado: Para uma pessoa participar de uma equipe de louvor, ela deve ter um chamado de Deus para trabalhar com louvor. Não se deve entrar nesta obra, para agradar os pais, o pastor ou porque alguém pediu. Ela deve realmente gostar daquilo que ela faz.

Disponibilidade: O levita deve estar disponível para ministrar em qualquer lugar, horário, e quantidade de pessoas. Não se deve dizer: ” Não vou cantar hoje porque não estou com vontade “. Já pensou se a obra de Deus dependesse da nossa vontade. Muitos levitas só cantariam quando a “casa estivesse cheia”, igreja lotada, ou em eventos grandes.

Desprendimento: “Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia. Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus”.Hebreus 11:8-10. Quando pensamos em servos fieis, que deram provas vivas de sua fidelidade e propósito em servir a Deus, não podemos deixar de pensar em Abraão, o servo que se dispôs a obedecer a Deus mesmo sem ver qualquer sinal visível aos olhos humanos. A razão de tal desprendimento está no fato de Abraão almejar alcançar a promessa divina, ele cria na promessa de uma nova terra, uma cidade preparada com base nos fundamento de Deus. Qual tem sido a nossa esperança? Qual tem sido a nossa motivação maior que nos faz considerar a obediência ao Senhor como prioridade em nosso viver, e abrir mão de várias coisas em nossas vidas? O desprendimento ao servir a Deus nos levará à terra prometida, onde diante de Jesus, receberemos a coroa da vida.

Compromisso: Os integrantes de uma equipe de louvor devem ser compromissados com a obra de Deus e ter sede em ganhar almas a Cristo. É essencial que haja o envolvimento do músico com estudos bíblicos, grupos de orações, e outras atividades de sua igreja local.

Dízimo: Todos devemos concordar o grupo de louvor está incluído na frente de trabalho da igreja (é uma das bases). Por esta razão, todos os levitas que trabalham devem ser dizimistas. Se acontecer o contrário, o pastor nunca poderá exortar a igreja quando ela não estiver fazendo sua parte com Deus. Possivelmente muitos dos irmãos irão acusar: “Se os músicos não dão o dízimo, porque eu darei?”

Ter dom musical: Para ser um músico, você precisa entender teoria musical. Para ser um cantor, você precisa ser afinado. Não basta ser apenas convertido, você deve ter o talento natural da música. Certamente uma pessoa sem técnica musical acaba atrapalhando os outros integrantes da equipe de louvor. É muito simples: “um homem nunca vai ser nadador, se ele não souber nadar.” ,

Submissão: Para ser um levita se faz necessário uma personalidade que se permite liderar, ou seja, espirito de submissão, que sabe ouvir, que sabe mesmo contra sua vontade seguir o conselho e acatar com a decisão do Pastor ou Líder. Porque os que não tem chamando geralmente nunca concordam com as decisões dos lideres, tem caráter difícil, e não demonstram os frutos do Espírito. E o pior é que quando se coloca tal pessoa no grupo de Louvor, para depois tirá-la do grupo é muito difícil, pois o mesmo(a) poderia até mesmo por rebelião sair da Igreja e se afastar dos caminhos do Senhor.

Busca pela excelência: Para cantar ou tocar num grupo de Louvor é preciso ter chamado mas também é preciso também treinar, tomar aulas e se aperfeiçoar, pois sem isso, mesmo o que é chamado nunca irá muito longe em seu ministério de Louvor. Essa história que os Levitas já nascem sabendo é errônea, pois embora sejam escolhidos desde o ventre, isso não quer dizer que não precisam de auxilio, técnica e aulas de ensino. Saiba que os escolhidos aprendem fácil e os que não são levitas demoram muito para apreender.

Autor: Danilo Puchetti

1 Comentário

  1. MUITO BOM ESSE TEXTO
    É o que todo líder de Ministério de Louvor precisa saber, bem como pastores.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*